APODI

SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO E APODIENSE DE CORAÇÃO – STPM JOTA MARIA, JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA, JOTA JÚNIOR E JÚLIA MELISSA – MOSSORÓ-RN

HORA CERTA

BODEGA DO WHAKYSHON

BODEGA DO WHAKYSHON
#BOM PREÇO E ÓTIMO ATENDIMENTO # RUA LUIZ SULPINO. 48, PRÓXIMO A CAIXA D"ÁGUA - APODI-RN @ CEL.: 99614 - 3099 @ ORG.: WHAKYSHON E CLEIDINHA

MEU PRIMEIRO LIVRO

MEU PRIMEIRO LIVRO
VOCÊ APODIENSE TEM MOTIVOS, RAZÕES E CIRCUNSTÂNCIAS PARA ACESSAR O LINK “APODI”, PRINCIPALMENTE, SE ÉS INTELIGENTE E QUE REALMENTE, AMA DE VERDADE SUA TERRA NATAL. VOCÊ VAI ENCONTRAR A MAIOR FONTE DE PESQUISA REFERENTE AO MUNICÍPIO DE APODI

EQUIPE

http://img440.imageshack.us/img440/5965/anigif2ui.gif

SEGUIDORES DO LINK APODI

BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES

sexta-feira, 27 de março de 2009

RELIGIÃO

JESUS CRISTO, NOSSO SALVADOR, FILHO DE DEUS, PAI TODO PODEROSO. TUDO QUE ESTÁ ACONTECENDO DE RUIM ATUALMENTE É POR ÚNICO MOTIVO, A FALTA DE DEUS NA MAIORIA DOS CORAÇÕES DE NOSSA GENTE. DEUS QUER QUE O SER HUMANO AME AO SEU PRÓXIMO COMO AMA A SI MESMO .


ASPECTOS RELIGIOSO

PARÓQUIA DE APODI
A paróquia de Apodi foi criada por provisão de 3 de fevereiro de 1766
A ORIGEM DO PADROEIRO
A Paróquia de Apodi foi criada por provisão de 3 de fevereiro de 1766 do Bispado de Olinda e Recife, por dom Francisco Xavier Aranha, graças aos esforços do padre João da Cunha Paiva, primeiro vigário do município.
A Paróquia de Apodi foi desmembrada da de Pau dos Ferros. O português Antonio da Mota Ribeiro, primeiro procurador da Paróquia de Apodi, casou-se com uma neta de Manoel Nogueira Ferreira, o fundador de Apodi, e exerceu grande influência, juntamente com o padre João da Cunha Paiva na criação da freguesia.
A eles, segundo os registros históricos, coube a elogiável missão de articular o movimento reivindicatório para a concretização da criação da freguesia do Apodi
TEMPLOS EXISTENTES NO MUNICÍPIO DE APODI

IGREJA CATÓLICA
ZONA URBANA
Matriz Centro 1740
Capela do Cemitério Cemitério São João Batista 1863
Capela de São Miguel Cemitério São João Batista 1866
Capela de São José Bairro do IPE 29/3/1997
Capela de São Francisco Água Mineral 2002
Capela de São Francisco Praça São Francisco 1994
Capela de Mãe Rainha Bairro Bico Torto 18/08/2002
Capela Cemitério Morada da Paz
ZONA RURAL

Capela de São Sebastião Vila de Melancias 20/1/1958
Capela de Santo Antonio Sítio Góis 13/6/1963
Capela de São Pedro Sítio Corrego 29/6/1982
Capela de Santo Antonio Sítio Barra 1994
Capela de São Francisco Sítio Córrego 3/10/1982
Capela de Nossa Senhora de Fátima Sítio Estreito 1º de maio de 1993
Capela de Nossa Senhora de Fátima Sítio Baixa Fechada 18/7/2004
Capela de São Francisco Sítio São Francisco 4/10/2003
Capela de São Miguel Assentamento Paraíso 02/09/2003
Capela de Nossa Senhora Aparecida Assentamento Portal da Chapada 12/09
Capela de Nossa Senhora Aparecida Sítio Lagoa Rasa 1997
Capela de São Lourenço Sítio São Lourenço 09/08//1998

ASSEMBLÉIA DE DEUS
ZONA URBANA
Igreja Central Rua 1º de Maio 20/11/1965
Igreja do Bairro IPE Bairro do IPE
Igreja do Bico Torto Bairro Bico Torto
Igreja Evangélica Congrecional Apodi 04/07/1999


ZONA RURAL
IGREJA DE CRISTO
ZONA URBANA

Casa de oração do IPE Conjunto do IPE 05/09/2003
OUTRAS IGREJAS
Igreja Betel Bairro Betel 15/11/1987
Igreja Quadrangular Bairro Lagoa Seca 1984
Cong. Presbiteriana Bairro Lagoa Seca 19/12/1999
A imagem de Nossa Senhora da Conceição das Várzeas do Apodi foi adquirida em Portugal, no ano de 1765, por Miguel Rodrigues da Silva e custou a importância de 100$000. O navio que trazia o vulto, naufragou nas costas de Touros, e o caixão entrou, pela barra do rio Assu, em Macau, aonde foi encontrado por um pescador, que o entregou ao vigário do Assu. Verificando-se o distrito – Várzea do Apody, dói dada ciência ao cura do Apodi, que a foi buscar em procissão e a conduziu até o lugar entre Cipó e Lagoa do CARRILHO, denominado depois, Juazeiro de Nossa Senhora, por ter ali descançado a comitiva. Levada até a Igreja, recebeu a imagem a benção litúrgica e foi colocada em seu altar; do acidente apenas resultara um ligeiro defeito nas cores do nariz da santa.
A dois de fevereiro de 1748, a imagem de Nossa Senhora da Conceição desabou do altar, causando um grande estrondo ouvido a 10 léguas, ou seja, na Serra de Portalegre.
Foi reconstruída depois no ano de 1855 por esforço do padre Florêncio Gomes de Oliveira.

ALTAR-MOR
O altar da matriz do Apodi foi construído em 1917, pelo padre Benedito Basílio Alves; reconstruído em 1921, pelo mesmo sacerdote e novamente reconstruído em 1997 pelo padre Theorodo. Com 5 altares: Nossa Senhora da Conceição, São João Batista, Bom Jesus dos Passos e São Vicente de Paulo.
IGREJA
Mede 33 metros de comprimento por 20 de largura e 25 de altura; tem dois corredores, pela baptimal, 12 arcadas. Existe na frente da igreja um cruzeiro que antes era cercado com cerca de madeira, atualmente é de alvenaria.
CEMITÉRIO PÚBLICO
O Cemitério São Batista foi construído no ano de 1863, pelo padre Agostinho Álvares Affonso.

CAPELAS
CAPELA DE SÃO MIGUEL, localizada no interior do Cemitério Público de São João Batista construída no ano de 1866 pelo padre Antonio Dias da Cunha. A imagem de São Miguel tem a sua tradição. Contam que o Capitão Leandro Bezerra, fundador de Caraúbas fez construir um oratório particular e ali colocou a imagem daquele santo, vinda do Recife. O CURA DO Apody, padre Faustino aconselhou-o a levar a imagem para a Matriz, visto que, pelo seu tamanho, não podia ela ser venerada com oratório privado. O Capitão Leandro obedeceu. Com “a criação da Freguezia de Caraúbas e entenderam os membros sobreviventes da família Cachueira” reaver essa imagem preciosa. Os apodienses opuzeram-se; os ânimos se exaltara, de parte a parte, ou sejam, apodienses e caraubenses, esperaNDO-SE O ENCONTRO DAS DUAS GENTES, FEZ-SE, PORÉM, A PAZ E A IMAGEM; MAS, TAMBÉM FICOU A VELHA MPÁGUA ENTRE UNS E OUTROS HABITANTES DA MESMA COMARCA, embora, sem outras conseqüências lastimáveis até agora

CAPELA DE SÃO JOSÉ
HISTÓRICO - Em 1996 Padre Theodoro celebrou a primeira missa no Conjunto do IPE numa residência de um morador. Naquele ato religioso um grupo de homens e mulheres se reuniram com o Padre Theodoro no sentido de ser construída uma capela naquela comunidade. Porém, faltava o dinheiro, mas padre Theodoro falou que iria viajar para a sua terra Natal, o país da Holanda e quando retornasse diria alguma coisa a respeito da construção de uma capela no IPE. Ao retornar Theodoro trouxe o dinheiro para a compra do material para erguer o templo religioso. Ivan da Farmácia fez a doação do terreno e o mestre da obra foi o pedreiro Manuel Bento Fernandes, natural de Tangará, nascido em 27 de novembro de 1935 e falecido em 5 de maio de 2000, filho de Luiz Bento Fernandes e de Rira Maria da Conceição, que juntamente com os pedreiros: Antonio Cícero, Moacir e seu Benedito e vários serventes de pedreiros iniciaram a construção da capela no dia 20 de janeiro de 1997 e no dia 9 de março do mesmo ano a mesma foi benzida pelo padre Theodoro. O santo escolhido pelos habitantes daquele comunidade para ser o padroeiro do bairro foi SÃO JOSÉ, cuja imagem foi doada pelo Dr. José Pinheiro Bezerra.
RESPONSÁVEL PELA CAPELA
Dona Maria Rita Diniz Fernandes, natural de São Paulo do Potengi-RN, nascida em 1º de junho de 1937, filha de José Braz Diniz e de Ana F. Diniz, esposa do saudoso Manoel Bento Fernandes.

CAPELA DE MÃE RAINHA, situada nas margens esquerda da BR 405 – saída para Pau dos Ferros, no bairro Bico Torto. A construção desse templo religioso teve início no dia 22 de agosto de 2002. Nesse dia foi realizada a primeira festa de Mãe Rainha, cujo evento foi realizado na sede do Conselho Comunitário do bairro, com a finalidade de angariar recursos financeiros para dá início a construção da capela, o que se deu no dia 22 de agosto de 2002.
Mãe Rainha, Senhora da Fé do Perdão, festa realizada anualmente no período de 11 a 18 de agosto de cada ano. A segunda festa realizou-se no ano de 2003, cuja comissão era assim constituída: FRANCISCO PAYTÍCIO DE FREITAS – PRESIDENTE; GILDEVAN OLIVEIRA – VICE PRESIDENTE e PADRE THEODORO – COORDENADOR.
A capela 20 de dezembro de 2003 e benzida pelo padre Theodoro.
Padre Theoodoro fez a doação da imagem de Mãe Rainha e Maria Nilton fez a doação do oterreio.
A matriz de Mãe Rainha é em Recife-Pe. Nenhuma cidade do Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba possui Mãe Rainha como padroeira.

CAPELA DE SÃO FRANCISCO – Praça do mesmo nome
CAPELA DE SÃO FRANCISCO – Água Mineral.


VISITAS
A Paróquia de Apodi tem sido muito visitadas desde a sua criação, assim vejamos as principais visitas:
9/10/1839 – Visita do ilustre bispo João da Purificação Marques Perdigão.
01/10/1768 – Padre Ignácio de Araújo Gondim
22/07/1788 – Padre Dr. Joaquim Monteiro da Rocha
23/02/1887 – Padre Dr. Manoel Vieira de Almeida Castro
19/05/1792 - Pedre Dionysio de Souza Bandeira
21/05/1795 - Frei José Maria de Jesus
03/02/1801 – Pedre José Feio de Brito Tavares
10/11/1806 – Pedre Antonio José Alves de Carvalho
24/06/1809 – Padre Ignácio Pinto de Almeida Castro
23/8/1816 – Padre Manoel da Costa Palmerio
09/03/1838 – Padre Francisco de Brito Guerra
09/10/1839 – Bispo D. João da Purificação Marques Perdigão
16/02/1849 – Padre Manoel José Fernandes
21/05/1854 – Frei Serafim de Catania, italiano Missionário no norte do Brasil
06/10/1859 – Padre Francisco Justino Pereira de Brito
15/10/1859 – Padre Manoel José Fernandes
16/05/1863 – Padre Agostinho Álvares Afonso, cearense
26/11/1885 – Padre Pedro Soares de Freitas
29/8/1902 - Dom Adauto Aurélio de Miranda Henriques
02/08/1920 – Dom Antonio dos Santos, 2º bispo de Natal

CAPELAS DAS COMUNIDADES RURAIS

Acapela de São Francisco do SÍTIO São Francisco foi iniciada em 16 de setembro de 2001, quando as pessoas de Pedro de Freitas Cavalcante (Pedro Benigno) e Manoel Domingos ,,,,,,,, fizeram a doação do terreno: Vicente de Freitas Neto e Vicente de Pedro Terlécio A planta foi de autoria do senhor Dionísio, que também foi o pedreiro da obra. O material da construção foi doada pelo padre Theodoro e a Construção foi feita por pessoas da própria comunidade e a benção ocorreu aconteceu no dia 4 de outubro de 2003.
O sitio São Francisco foi fundado em 1932 pelo senhor Pedro Benigno e Manuem Domingos Torres
ALGUMAS COISAS DA DAQUELA COMUNIDADE
AGÚA – 20/7/2002
LUZ – 22*/6/200
ORELHÃO – 4/9/200ESCOLA 1992
CLUBE 3/10/2001
GRUPO DE JOVEM – 022/6/2000

No dia 15 de novembro de 1987 foi fundada a Igreja Beletl Brasileira sediada em Apodi, que chegou nesta cidade através da evangélica Salete Costa, sendo a primeira fundadora da igreja
CENTRO SOCIAL BOM SAMARITANO – Ação e Cidadania da Assembléia de Deus de Apodi
Rua 1º de Maio, s/nº - Lagoa Seca
Fundado em 13 de junho de 1998

LEGIÃO DE MARIA DE APODI – 1976
Presídium nossa senhora mãe Rainha –
Fundado em 18 de janeiro de 1997
GRUJAP – GRUPO DE JOVENS AMADOS DA PAZ
Fundado em 18 de outubro de 1983
PADRES QUE JÁ PASSARAM PELA PARÓQUIA DE APODI
De 1763 a 1852
Padre João da Cunha Paiva – 1763
Padre José de Jesus Barreto
Frei Antônio da Conceição
Padre Jerônimo Teixeira Ribeiro
Padre José Monteiro de Brito
Padre Francisco Xavier dos Santos
Padre José dos Santos Costa
Padre José dos Santos Nicola
Padre José Soares de Filgueira da Fonseca
Padre Manoel Correa Calheiros Pessoa – 1785 - 1808
Padre João da Conceição Correa
Padre João Rodrigues Correa
Padre Joaquim José Pereira
Padre Lourenço Xavier de Souza Carvalho
Padre Vicente de Santa Eufrásia
Padre Francisco Gomes da Rocha
Padre João Feliz de Santa Tereza
Padre Francisco Telles de Menezes
Padre Antonio Manoel de Souza
Padre Joaquim José de S. Anna
Padre Francisco de Santa Tereza
Padre João Manoel Machado
Padre Antonio Pinto da Cruz
Padre Faustino Gomes de Oliveira
Padre Francisco SERAFIM DE Assis
Padre Manoel Joaquim Pereira
Padre Pedro da Silva Lisboa
Padre Francisco da Costa Seixas
Padre Manuel Nunes Ferreira
Padre José Joaquim Borges Uchoa
Padre José Montes de Bulhões
Padre José Ferreira da Mota
Padre Chistovam de Holanda Cavalcante
Padre Bento Antonio Fernandes
Padre Manoel Esteves do Nascimento
Padre Pedro Leite Pinto
Padre Gonçalo Borges de Andrade
Padre Philipe José Pessoa
Padre Francisco Longino Guilherme de Melo
Padre João Chrisostomo de Oliveira Pinto Brasil
Padre Silvério Bezerra de Menezes
Padre José Ferreira do Rego Leite
Padre Pedro Tavares da Silva
Padre Florêncio Gomes de Oliveira
Padre João Crisostomo de Paiva Torres.

DE 1852 A 1901
Padre João Urbano de Oliveira
Padre Lino Deodato Rodrigues de Carvalho
Padre Manoel José Rodrigues da Silva
Padre Joaquim Manoel de Oliveira Costa
Padre Antonio Joaquim Rodrigues
Padre Leonardo de Freitas Costa
Padre Joaquim da Cunha Cavalcante
Padre Esteliano Xavier Bezerra
Padre Clementino José Fernandes
Padre Pedro Soares de Freitas
Padre Luiz Marinho de Freitas
Padre Vicente Giffpni
Padre Patrício Leonardo da Costa Cardoso
Padre Francisco Xavier Cabral
Padre Manoel Fernandes Pimenta
Padre Manoel Gonçalves da Fonte
Padre José Ferreira Nobre
Padre João Gualberto Ribeiro Pessoa
Padre Antonio José Machado
Padre Virgílio Rodrigues da Silva Campelo
Padre João de São João Capistrano
Padre João Monteiro de Brito
Padre Antonio da Silva Camello Pessoa
Padre Antonio Francisco da Silva GUSMÃO
Padre Manoel Vieira da Silva
Padre João Francisco Fernandes Pimenta
Padre Sebastião Joaquim da Cunha
Padre Manoel Teixeira da Fonseca
Padre Joaquim Nunes Vieira
Padre Francisco Correa de Menezes
Padre David Martins Gomes Delgado Freire
Padre Luiz José
Padre Joaquim Nunes Nogueira
Padre Joaquim de Paula Galvão
Padre Philipps Antonio de Gusmão Melo
Padre Joaquim José da Costa Caldas
Padre Noberto Madeira de Barros
Padre Francisco Antonio Lumachi de Melo
Padre José Antonio da Silva Pinto
Padre Cosme Damião Fernandes Pimenta
Padre Francisco Mendes Linhares
Padre Pedro José de Queiroz e Sá
Pedro Joaquim Gomes
Padre Ambrósio Rodrigues Machado e Silva
Padre Vitor Antonio de Freitas
Padre Manoel Bezerra Cavalcante
Padre Antonio Pimentel
Padre Estevam José da Costa Parambela
Padre Joaquim Cipriano Bezerra de Melo
Padre João Herculano da Silva
Padre Francisco de Menezes
Padre Luiz Ferreira da Fonseca
Padre Bernardino José da Rocha
Padre Braz de Melo Muniz
Padre José Pereira da Ponte
Padre Antonio de Souto-Maior Menezes
Padre Manoel Barroso
Padre José Moreira da Silva
Padre Gonçalo Bezerra de Brito
Padre Manoel Joaquim

DE 1902 A 2007

Padre Antonio Dias da Cunha
Padre Aristides Ferreira da Cruz
Padre Joaquim Manoel de Oliveira
Padre Manoel Nunes da Silva Cartaxo
Padre José Paulo Monteiro de Lima
Padre Abdon Odilon Melibeu de Lima
Padre Moisés Ferreira do Nascimento
Padre Leôncio Fernandes da Costa
Padre Elesbão Gurgel
Padre Lúcio Gambara – 1903 - 1906
Padre José Neves de Sá – 1907 – 1911
Padre Mizael de Carvalho – 1912 – 1914
Padre Esmerino Gomes – 1914 – 1916
Padre Benedito Basílio Alves – 1916 – 1928
Padre Furtunato Alves – 1929 – 1930
Padre José Gregório Júnior – 1931
Padre Natanael de Medeiros – 1932
Padre Raimundo Leão – 1933
Padre Benedito Sabóia – 1935/1936
Padre José Wagner – 1936
Padre Ismar Fernandes de Queiroz – 1951
Padre José Aires Neto – 1952
Padre Ismar Fernandes de Queiroz – 1953 – 1954
Padre José do Vale – 1955 – 1958
Padre José Sauer – 1958
Padre Militino Leite Cunha – 1958
Padre Flávio Jerônimo do Nascimento – 1959
Padre Militino Leite da Cunha– 1959
Padre Hamilcar Mota da Silveira – 1960/1964
Padre Adriano Hoogeboom s.c.j, - 1964 – 1965
Padre Manoel Balbino da Silva – 1965
Padre Pedro Neefs s.c.j – 1965/1969
Padre Andréas Alfhons Marie Demartelaire –
Padre Manoel Balbino da Silva – 1973
Padre Felipe Werter s.c.j – 1974 / 1977
Padre Cornélio Overgaag s.c.j – 1977
Padre Theodorus Johannes s.c.j - 22 de agosto de 1983

BIOGRAFIAS DE VÁRIOS PADRES QUE PASSARAM PELA PARÓQUIA DE APODI

PADRE MANOEL CORREIA CALHEIROS PESSOA, natural da Freguesia de Boa Vista do Recife, nascido em 6 de outubro de 1728 e falecido em Apodi no dia 13 de agosto de 18008. Foi sepultado na Capela de Santa Luzia na cidade de Mossoró. Foi nomeado Cura da Freguesia do Apodi no ano de 1885, permanecendo até 1808.

PADRE JOSÉ FERREIRADA MOTA, natural de Apodi.

PADRE ANTONIO DIAS CUNHA, natural de Martins, nascido em 15 de abril de 1825 e falecido em Apodi no dia 10 de julho de 1908, filho de Francisco Maximiminiano da Cunha e de Vicência Maria da Conceição. No seu paroquiano em Apodi ficou bem conhecida a questão de 1871 com o povo de Caraúbas, por motivo de sua insistência em não consentir a volta da imagem de São Miguel, que pertencia à matriz de Caraúbas, e que na matriz de Apodi se encontrava de modo provisório, havendo do padre Dias desobediência ao mandato do Vigário Capitular de Olinda, Cônego João Crisostimo de Paiva Torre.
Em 1900 deixou o governo da paróquia, por motivo de saúde, porém, ficou residindo em Apodi, tal o seu amor à cidade e ao seu povo, até o seu último dia de vida

PADRE JOSÉ AIRES NETO, natural de Pau dos Ferros, nascido em 28 de outubro de 1918, filho de Tertuliano Aires Primo e Romana Aires, e foi ordenado sacerdote em Martins, em 3 de dezembro de 1944, por Dom João Batista Portocarreiro Costa (7/7/1904 – 6/1/1958, 3º bispo da diocese de Santa Luzia de Mossoró (1943 – 1953). Foi vigário da Paróquia de S~~ao Miguel do Arcanjo, na cidade de São Miguel, de 1946 a 1951, quando foi transferido para a Paróquia de Apodi, onde esteve apenas nove meses, voltando a exercer novamente as funções de vigário em São Miguel. Faleceu em Natal em 21 de dezembro de 1982.
Obs.: Padre Aires no dia 22 de novembro de 1952 veio até a comunidade de Bom Lugar para dar benção ao local onde foi construída a capela de Nossa Senhora das Graças.

PADRE ISMAR FERNANDES DE QUEIROZ, natural de Pau dos Ferros, mas precisamente no povoado de Mundo Novo, atual cidade de Dr. Severiano Melo no dia 11 de abril de 1915, filho de Cristóvão Colombro de Queiroz e de Basília Fernandes de Queiroz. Cursou o Seminário de São Pedro, em Natal e, posteriormente, o Seminário Maior de Fortaleza, onde concluiu os seus estudos de Teologia. Ordenou-se padre na Catedral de Santa Luzia, em Mossoró, a 27 de abril de 1938, pelo Bispo Dom Jaime de Barros Câmara (3/7/1894 – 18/2/1971), e, aí mesmo, no dia seguinte, celebrou sua primeira. Foi viário da Paróquia de Apodi em dois períodos: em 1951 e de 1953 a 1954, posteriormente foi transferido para a Paróquia de Areia Branca, permanecendo naquela cidade até a sua morte, no dia 29 de março de 1979.

PADRE JOSÉ DO VALE, nasceu no dia 13 de março de 1927 e foi ordenado padre em 21 de fevereiro de 1952 pelo bispo diocesano Dom Eliseu Mendes (18/5/1915 – 2/3/2001). Em 1955 foi designado pela diocese de Santa Luzia para curar na Paróquia de Apodi, curando até o ano de 1958. É o atual pároco da Paróquia de São João Batista. O padre Vale é o primeiro e único pároco da Paróquia de São João Batista, o qual a instalou em 24 de junho de 1968 e nunca foi removido, totalizando atualmente mais de 38 anos


PADRE MILITINO LEITE DA CUNHA, natural de Martins, nascido em 15 de setembro de 1930, filho de Bonifácio Cândido da Cunha e de Márcia Lite da Cunha. Desde de criança já manifestava a sua vocação para a vida sacerdotal. E AASIM, Após a conclusão do curso primário feito no Grupo Escolar Almino Afonso, ingressou no Seminário Santa Terezinha de Mossoró, onde fez o curso ginasial de 1945 a 1950. Os estudos de Filosofia e Teologia foram feitos no Seminário Arquidiciosano de São José, no Rio de Janeiro, no período de 1951 a 1957. Sua ordenação sacerdotal realizou-se ma Matriz de Martins a 8 de dezembro de 1957. Foi oficiante D. Elizeu Simões Medes (18/5/1915 – 2/3/2001), 3º Bispo de Mossoró 91953 – 1959). No mesmo dia celebrou a sua primeira missa solene, na Matriz em que fora batizado. Foi a primeira ceromônia desta natureza em Martins.

MONSENHOR AMILCAR MOTA DA SILVEIRA, natural de Patu, nascido em 3 de outubro de 1933, filho de Pedro Leopoldo da Silveira e de Antonieta Mota da Silveira. Foi ordenado padre mo dia 13 de abril de 1958 pelo Caedeal Traglia. Recebeu o título de Monsehor no ano de 1979.

PADRE FLÁVIO JERÔNIMO DO NASCIMENTO, natural de Mamanguape-PB, nascido em 12 de novembro de 1926 . Estudou nos seminários de Fortaleza-CE, Natal-RN, São Leopoldo-RS e Mossoró-RN. Em Mossorpo ele foi ordenado no ano de 1954, pelo bispo Dom Elizey Simões Mendes. O Clérico concluiu doutorado em direito canônico na ´pPontifícia Universidade Gregoriana de Roma-Itália.
Padre Flavio exerceu vários cargos na diocese de Santa Luzia de Mossoró como o de vice-diretor do Colégio Diocesano, cooperador da Catedral de Pau dos Ferros, pároco de Apodi, Capelão da Igreja de São José, em Mossoró, cooperador da paróquia de São Sebastião em Governador Dix-sept Rosado. Em 7 de dezembro de 1952 candidatou-se para disputar uma Cadeira na Câmara de Apodi, mas não se elegeu, porém, no ano de 1956 assumiu a cadeira de vereador como suplente.
Padre Flávio faleceu às 13 horas do dia 2 de março de 2005, em Natal. O velório do sacerdote aconteceu no dia seguinte na Catedral de Santa Luzia, às 7 horas e o sepultamento registrou-se às 17 horas no Cemitério Público São João Batista, em Mossoró.

PADRE MANOEL BALBINO DA SILVA, nasceu na Colônia Leopoldina em Alagoas no dia 6 de março de 1920, conforme consta na sua certidão de Serviço Militar. Era filho de Balbino José da Costa e de Joana Maria da Conceição. Batizou-se aos oito anos de idade na sua cidade natal, na capela de São Bernardo aos 6 de novembro de 1920, pelo Reverendo Padre Francisco Geraldo, sendo seus padrinhos, Vespasiano José da Costa e Maria Rosa da Conceição. Perdeu seus pais aos 9 anos de idade; foi adotado por seus padrinhos que o encaminharam para a escola, como também o incentivaram a entrar na vida religiosa.
Media 1.51 (um metro e cinqüenta e um de altura), tinha cor branca, olhos castanhos, cabelos lisos e personalidade forte. Foi isento do Serviço Militar por desenvolvimento físico insuficiente – falta de altura regulamentar.
Foi incorporado por votos religiosos na Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus, no dia 3 de dezembro de 1943, gozando de todos os direitos da entidade. Dando continuidade aos seus estudos, com a graça do estado Sacerdotal.
O ex-pároco da cidade de Itaú e demais cidades vizinhas, bem como: Severiano Melo, Rodolfo Fernandes e os povoados de Santo Antônio, Malhada Vermelha e Boa Vista. Chegou no Itaú no dia 13 de fevereiro de 1965, onde curou durante 26 anos, vindo a falecer em 6 de março de 1990 na cidade do Recife.
O grande amor que mantém aceso da caridade nos corações dos santos e dos apóstolos, foi uma das características do humilde e pastor e servo de Deus – Padre Manoel Balbino, reconhecida por estas comunidades que por tanto anos, ou seja, 26 anos caminharam sempre juntos.

Padre PEDRO NEEF S.C.J, natural de Breda, Holanda, nascido em 3 de fevereiro de 1929. Ordenado em 1º de novembro de 1957 em Recife-PE. Foi pároco de Apodi e desde 5 de agosto de 1979 vem curando na Paróquia de Santana na cidade de Campo Grande.

PADRE ANDREAS ALFHONS MARIE DEMARTELAIRE, natural da Holanda, no período de 1970 a 1972 exerceu a função de vigário da Paróquia de Apodi. Posteriormente deixou a batina ao se casar-se com a jovem Gilva Maia Martins, passando a residir na cidade de Itaú, e ali residindo até a sua morte registrada em abril de 2006.

PADRE THEODORUS JOHANNES s.c.j natural de Helmonmd, Holanda, no dia 28 de novembro de 1934. Ele descobriu, na infância, sua vocação para o sacerdócio católico. Toda a sua formação foi na Holanda. Aos 12 anos, houve o primeiro contato com dogmas e influências filosóficas da cidade de Bergen op Zoon, onde estudou quatro anos. Fez o noviciado durante um ano na cidade de Asten, e começou a estudar Filosofia em Liesbosh, anos depois.
Estudou Teologia em Nijmegen, sendo ordenado padre em 1960. Começava api sua vida sacerdotal. Seguiu para Amsterdã, capital holandesa, onde passou um ano atuando como uma espécie de estagiário. Voltou para o seminário de sua cidade natal, agora como professor de Francês, Latim e Religião.
Também foi nomeado prefeito de Disciplina. Exerceu o cargo até 1964, quando foi designado como padre auxiliar da Paróquia de Rips, cidade de 1.500 habitantes na época. Foi transferido em seguida para a Paróquia de Boekel. Lá, permaneceu até 1976. Um ano antes veio visitar um irmão no Brasil. A viagem mudou sua vida. Apaixonou-se pelo País.
Naquele mesmo ano, em conversa com o então vigário de Campo Grande, seu conterrâneo Padre Pedro Nees (3/2/1929), demonstrou interesse em exercer o ministério sacerdotal em terras brasileiras. Pediu-lhe que, tão logo surgisse uma vaga na região, lhe comunicasse. Voltou para a Holanda e, em junho de 1977, chegou ao Brasil, Recife-PE foi a cidade escolhida para a sua adaptação ao clima e ao idioma. Permaneceu lá quatro quatro meses.
Foi transferido para Fortaleza-CE, onde morou de 1977 a 1983, ano em que foi transferido para Apodi. Padre Theodoro tomou posse na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e São João Batista, em Apodo, no dia 22 de agosto de 1983, substituindo o Padre Cornélio Overgaag, iniciando desde logo um processo de transformação do catolicismo na cidade, desenvolvendo uma série de trabalhos no município.
Com auxílio de amigos e conventos da Holanda, construiu seis capelas – duas na cidade – São José, no bairro do IPE e Nossa Senhora de Fátima, no bairro Bico Torto. Na zona rural foram erguidas capelas nos seguintes sítios: ESTREITO, em 1/5/1993, Baixa Fechada (8/2/2004), São Francisco (4/10/2003) Assentamento Moacir Lucena; três centros comunitários e três fábricas comunitárias. Quando foi empossado na paróquia de Apodi, a cidade tinha apenas um grupo de jovens. Hoje são mais de cinqüenta. O sacerdote sempre exerceu um importante papel social em Apodi, ajudando a população.
O padre Theodoro um sacerdote holandês apaixonado pelo Nordeste brasileiro, o qual conquistou a região Oeste Potiguar com postura serena e o senso de bondade. Chegou no Brasil no ano de 1977, a partir daí, construiu uma legião de amigos e administradores.
PADRES APODIENSES
TARCÍSIO PEREIRA DA SILVA, nascido em 2 de março de 1953, filçho de João Pereirta da Silva. poi ordenado em 1º de julho de 1997. Começou como auxiliar da paróquia de Campo Grande em 1º de novembro de 1997
DOM JOSÉ FREIRE
ASSEMBLEIA DE DEUS DE APODI
Rua 1º de Maio, s/nº - Lagoa Seca
A igreja foi construída pelo pastor FRANCISCO FELIX DA SILV e inaugurada no dia 20 de novembro de 1963, localizada na Rua 1º de Maio, nº 201, no bairro Lagoa Seca.
CONGREGAÇÃO PRESBITERIANA DE APODI
Foi construída pelo pastor Emanuel Borges de Medeiros, iniciada a 17 de janeiro de 1998 e inaugurada a 19 de dezembro de 1999

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
O RN PASSA POR AQUI! - A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, COM 20 BLOGS E 1780 LINKS (55 DO MUNICÍPIO DE APODI), CRIADO A 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO STPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR.
VOCÊ APODIENSE TEM MOTIVOS, RAZÕES E CIRCUNSTÂNCIAS PARA ACESSAR O LINK “APODI”, PRINCIPALMENTE, SE ÉS INTELIGENTE E QUE REALMENTE, AMA DE VERDADE SUA TERRA NATAL. VOCÊ VAI ENCONTRAR A MAIOR FONTE DE PESQUISA REFERENTE AO MUNICÍPIO DE APODI

PERFIL

Minha foto
É o blog da cultura, política, economia, história e de muitas curiosidades regionais, nacionais e mundiais. Pesquisamos, selecionamos, organizamos e mostramos para você, fique atenado no Oeste News, aqui é cultura! SÃO 118 LINKS: SEU MUNICÍPIO - histórico dos 167 municípios potiguares; CONHECENDO O OESTE, MOSSORÓ, APODI - tudo sobre o município de Apodi, com fatos inéditos; MOSSORÓ - conheça a história de minha querida e amada cidade de Mossoró; SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO e APODIENSE DE CORAÇÃO; JOTAEMESHON WHAKYSHON - curiosidades e assuntos diversos; JULLYETTH BEZERRA - FATOS SOCIAIS, contendo os aniversariantes do mês;JOTA JÚNIOR,contendo todos os governadores do Estado do Rio Grande do Norte, desde 1597 a 2009; CULTURA, POLICIAIS MILITARES, PM-RN, TÚNEL DO TEMPO, REGISTRO E ACONTECIMENTO - principais notícias do mês; MILITARISMO. OUTROS ASSUNTOS, COMO: BIOGRAFIA, ESPORTE, GENEALOGIA, CURIOSIDADES VOCÊ INTERNAUTA ENCONTRARÁ NO BLOG "WEST NEWS", SITE - JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM OESTE NEWS - fundado a XXVII - II - MMIX - OESTENEWS.BLOGSPOT.COM - aqui você encontrará tudo (quase) referente a nossa querida e amada terra potiguar. CONFIRA...

ARQUIVO DO LINK APODI

MUSEU DE SOLEDADE

MUSEU DE SOLEDADE

DOCUMENTO

DOCUMENTO

SANTA LUZIA

SANTA LUZIA
NOSSA QUERIDA E AMADA SANTA

CLAUDINA PINTO

CLAUDINA PINTO

DONA MANA PINTO

DONA MANA PINTO
MARIA FRANCISCA PINTO GOMES E ARAÚJO. Conhecida popularmente por “MANA PINTO”, natural de Apodi, nascida a 21 de agosto de 1948, filha de João Gomes da Costa Letice Pinto Gomes. Professora. Faleceu no dia 13 de agosto de 2012

FÁTIMA NOBRE

FÁTIMA NOBRE
1ª VEREADORA APODIENSE

DONA CECÍLIA MARTINS

DONA CECÍLIA MARTINS

ZULEIDE MARINHO

ZULEIDE MARINHO
PRIMEIRA VICE-PREFEITA DE APODI

DRa. MARIA APARECIDA

DRa. MARIA APARECIDA
PRIMEIRA MÉDICA APODIENSE

DRa. MARIA NEIZE DE ANDRADE FERNANDES

DRa. MARIA NEIZE DE ANDRADE FERNANDES
1ª JUÍZA APODIENSE

DRa. MARIA AUXILIADORA DA SILVA MAIA

DRa. MARIA AUXILIADORA DA SILVA MAIA
1ª ADVOGADA APODIENSE

MAJOR JOSÉ GURGEL

MAJOR JOSÉ GURGEL
PRIMEIRO OFICIAL APODIENSE

JOSÉ FERREIRA LEITE

JOSÉ FERREIRA LEITE
DERIN LEITE, PRIMEIRO MOTORISTA DE APODI

CASA DE CULTURA

CASA DE CULTURA

SEBASTIÃO PAULO

SEBASTIÃO PAULO

ANTONIO BELCHIOR

ANTONIO BELCHIOR
SEGUNDO MOTORISTA DO APODI

ANTONIO DE PÁDUA

ANTONIO DE PÁDUA

BRASÃO DA CÂMARA MUNICIPAL

BRASÃO DA CÂMARA MUNICIPAL
APODI-RN

BRASÃO DO MUNICÍPIO DE APODI

BRASÃO DO MUNICÍPIO DE APODI

DOMINGOS FREIRE

DOMINGOS FREIRE

MANOEL ANTONIO

MANOEL ANTONIO

BRENO GALVÃO

BRENO GALVÃO

JÚLIO MARINHO

JÚLIO MARINHO

CAPITÃO LUÍS CARLOS

CAPITÃO LUÍS CARLOS

FERNANDO MAGALHÃES

FERNANDO MAGALHÃES

BARRAGEM ALUÍZIO ALVES

BARRAGEM ALUÍZIO ALVES
Sítio santa Cruz,Apodi-RN

MATRIZ DE APODI

MATRIZ DE APODI
N.S.DA CONCEIÇÃO e SÃO JOÃO

PALÁCIO FRANCISCO PINTO

PALÁCIO FRANCISCO PINTO
Sede do Poder executivo apodiense

DITO DE DOCA

DITO DE DOCA
GRANDE HOMEM APODIENSE

CÂMARA MUNICIPAL

CÂMARA MUNICIPAL
EX-PRESIDENTES DA CÂMARA MUNICIPAL DE APODI

MILTON SALES

MILTON SALES

BENEDITO MORAIS

BENEDITO MORAIS

3ª CPM/2º BPM

3ª CPM/2º BPM
NOSSA SEGURANÇA

16ª CIRETRAN

16ª CIRETRAN
APODI-RN

ADAILTON TARGINO

ADAILTON TARGINO

APODI ESPORTE CLUBE

APODI ESPORTE CLUBE

CDL DE APODI

CDL DE APODI

NÚCLEO DA UERN

NÚCLEO DA UERN
APODI

NOVA TIMBAUBA DO APODI

NOVA TIMBAUBA DO APODI

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS